Plano de Dados na França

(Adendo em 04/01/17: este plano de dados não existe mais. Leia aqui a atualização deste post com a melhor opção atualizada.)

Precisei, procurei na Internet, achei, mas não tive informações completas. Por isso, depois de descobrir na prática, resolvi fazer um apanhado de dicas sobre como comprar, com o menor custo possível, um plano de dados para seu telefone celular na França — €19,90 por 30 dias, ilimitado. Se você já tem um cartão SIM da Orange, apenas €15.

Eu não precisava de plano de voz, apenas dados, porém, também é possível. Basta colocar mais crédito nas instruções que darei abaixo.

1. Antes de sair no Brasil, certifique-se que seu celular está desbloqueado para uso com outras operadoras. No caso da Vivo, basta ligar para *8486 e passar o número IMEI do seu aparelho. Na maioria deles, este número está localizado fisicamente debaixo da bateria. No iPhone, como não dá para abrí-lo, vá em “ajustes”/”geral”/”sobre” e procure pelo campo “IMEI”. Anote e diga ao atendente. Também, no caso do iPhone, para completar o desbloqueio, é necessário colocoar um cartão SIM de qualquer outra operadora, diferente da sua, e conectar o aparelho no iTunes do computador. Você verá uma mensagem confirmando o processo. Eu tive que comprar um microSIM da Claro, pois não conhecia ninguém com iPhone (leia-se “cartão microSIM”) de outra operadora para me emprestar.

2. Ao chegar na França, procure uma loja da Orange (empresa de telefonia móvel local). Em Paris, se vê uma a cada mil metros.

3. Compre um cartão pré-pago que sirva em seu celular. Se chama “carte SIM”. “Chip” é coisa de brasileiro. No caso de iPhone 4 ou 4S, é necessário o microSIM e, para o iPhone 5, o nanoSIM. Mas basta mostrar seu aparelho que o atendente saberá. O cartão custa €9,90 e já vem com €5 de créditos. Antes de inserir o cartão, desligue totalmente tanto os dados 3G quanto os serviços de localização (GPS), ou começarão a consumir seus créditos. Eles pedem para esperar uma noite para que seu “chip” comece a funcionar, para só depois adicionar mais créditos e habilitar a Internet.

4. Compre €10 de créditos. Ao fazer isso, o atendente lhe dará um papel com instruções de como introduzí-los no seu cartão. Eu nunca tinha usado um pré-pago, nem no Brasil, por isso, não sei se o processo de adicionar créditos é igual: basta digitar um código no aparelho que os créditos entram. Depois de feito, você terá €17 de créditos (€5 que vieram com seu SIM + €10 que você comprou + €2 que vieram de bônus ao comprar os €10 — pra mim foi assim).

5. Digitando “#123#” e “ligar”, você entra em um menu onde irá habilitar os serviços “Internet Max” e “Email”. O serviço de email serve para acessar servidores IMAP e POP da sua conta pessoal. Se não me engano, os passos são:
– “vos bons plans”;
– “internet”;
– “Internet Max;
– “suite”

… E confime. Idem para o email, substituindo o “Internet Max” por “email”.

O Internet Max consumirá €9 e o email €6. Eles dizem que os serviços levam 3 dias para começarem a funcionar. No meu caso, foram instantâneos. Não esqueça de voltar a habilitar os dados 3G e os serviços de localização ou não vai funcionar mesmo.

Convém desligar o wi-fi do celular quando sair pelas ruas de Paris. A Orange tem pontos de conexão wi-fi gratuitos por 2 horas na qual você precisa de cadastrar para usar. Porém, se você comprou o plano Internet Max 3G, ele identifica e troca o 3G pelo wi-fi desses pontos. Não sei o motivo. Mas tudo bem, até, se: (1) a velocidade fosse sempre boa e (2) aceitasse todos os clientes de serviços. Mas o wi-fi Orange, nesse caso, não permite, por exemplo, Instagram e Facebook. Então, convém deixar desligado.

WI-FI EM PARIS
Paris é cheia de pontos wi-fi gratuitos, mas não se empolgue. Quando você quiser mesmo, não vai ter. Existe uma conexão que você vai achar em muitos lugares, que é o Free Wi-fi. Mas “Free” é o nome de um provedor local. Como falei antes, a Orange também tem muitos pontos que dão direito a 2h diárias gratuítas, mediante cadastro. Basta colocar seu email que enviam uma senha. Nas duas vezes que acessei, bastou aproveitar a mesma conexão temporária inicial para navegar e usar demais serviços (incluindo Instagram e Facebook). Nem coloquei a senha que chegou por email. Não testei para ver se o limite de 2h diárias estava contando, mas acho que não, pois meu cadastro nem foi acesado.

Voilá! Salut! Ces’t bon!

8 pensamentos em “Plano de Dados na França”

  1. Boas dicas. Já sofri muito com operadoras vagabundas mesmo em países desenvolvidos. De todos os europeus que visitei, a França tinha o melhor serviço. Só uma dúvida: como é a velocidade desse 3 g Max pré-pago? Dá pra assistir youtube numa boa? Vou ficar em Strasbourg por três meses a partir de Junho e estava pensando em conseguir um 3G para mim (para estrangeiros não é possível um plano pós pago). Obrigado e abraços.

  2. Cuca, boa noite!
    Muito obrigada pela dica!!!!!!! Viajarei a Paris no próximo dia 29 e não tinha a menor ideia de como habilitar meu iPhone. Na volta te falo como foi.
    Abraços.
    Siomara

  3. Cuca, excelente indicação.
    Fiquei com uma dúvida, no meu caso, só quero dados, portanto pago os 19,90 E e faço que procedimento, o mesmo dos créditos?

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *